terça-feira, 16 de maio de 2017

bandidos que aplicam golpes
em maternidades, mães recém abortárias
idosos ou internos de qualquer hospital
não me distraem do homem com aqueles óculos

aquelas botas nunca pisaram em trilhas
mas diariamente pisam em outras coisas
como:

em meus maus pensamentos sobre a vida

o homem que no interlúdio de um escape
olha-me nos olhos por míseros três segundos
fornecendo-me sinais patológicos
como:

suores intensos, sonhos imensos

de que problemas de disfarce ou de harmonia
são lembretes daquilo que se passa com o corpo - também
ao:

ouvir no piano a time goes by em casablanca
ou aquela sensação de queda quando não sabemos se estamos dormindo
ou não
receber a brincadeira juvenil do susto atrás da porta

mas o dito homem com aqueles seus óculos
ao existir novamente
causando esta morte e esquecimento ao meu santuário de pessimismo
ficará evidente, assim prometo:

deliberadamente:

efeito-placebo-flutuação-composição-finalização
dos tempos:

conceito holístico

quarta-feira, 3 de maio de 2017

algumas pessoas sobre quem pensei hoje

*
para B.
abastado de mal entendidos o homem que morreu
cuja a pele eu conheço doutros tempos
pele solta sobre o crânio
munida de oleosidade natural
macia
marcada
feito a dos homens que precederam meu pai

*
para M.
ainda aquele colar de prata com lápis lazuli
ou qualquer azul que te não te demovam os olhos-opressores
por analogia teus olhos multiplicam-se sobre o teu torso e orelhas, como brotoejas
em excesso:
lembretes de castigos em couraças negras

*
para H.
escrevi no quadro negro da cozinha algumas urgências
prevendo uma busca incessante de palavras novas
ou riscos nas casas desconhecidas próximas ao baldo
pedindo que me ligue, por favor, me ligue
ou acenda na escuridão aquele canudo de pólvora e natureza para que possamos dormir