quarta-feira, 18 de maio de 2011

Capiō

Quarta simpática
Sorri de longe
Quarta-feira e eira
Adorno, riqueza
Cabelos, outra fileira
Camuflas confuso
Raio não difuso
Trocado
Percebo, mas calo
E sem despedida
Sem vida
Vira apática
Sem eira, e beira de olho
Apática quarta-feira
Quiçá te escolho.

3 comentários:

  1. A ciência dos imãs
    não explica teus olhos
    teu corpo, teu sorriso
    teu cheiro.

    Todo conhecimento humano,
    diante da magia que emana de ti,
    se envergonha, senta e chora.

    A força de teu magnetismo
    Transtorna a ordem das coisas,
    Contrapõe apostas e ganhadores;
    Transborda copos de vinhos
    E peitos;
    Desloca sensos, sombras e sonhos;
    Cria atalhos e constrói seres errantes.

    Em ti se explica o acaso
    E o imprevisível.

    ResponderExcluir
  2. Quarta-feira, tão traiçoeira!

    ResponderExcluir
  3. Friday?

    Fun, Fun, Fun!

    ResponderExcluir